Sinais precoces do TEA no bebê

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email

Recebo muitas crianças para avaliação neuropsicológica, em sua grande maioria na faixa etária acima dos 5 anos. Contudo, as queixas (comportamento problema – aquele que incomoda e causa prejuízo), já havia aparecido há muito tempo, às vezes, ainda enquanto bebê. ⠀

Entenda: não quero propor diagnóstico a um bebê e sim, que você perceba sinais precoces de que algo está errado e que seu bebê precisa de uma intervenção. Quanto mais precoce a intervenção, maior a chance de melhora. ⠀

Por isso, vamos falar aqui de alguns sinais precoces de autismo na fase de bebê: ⠀

1. Flacidez muscular (hipotonia);⠀

2. Durante a amamentação, tem dificuldades de olhar nos olhos e se aconchegar no colo da mãe;⠀

3. Chora quando alguém o pega no colo, parece que não gosta de colo. Prefere ficar no berço e por vezes, os pais chamam isso de “bebê tranquilo” ou “bebê tímido”;⠀

4. Não chora quando acorda;⠀

5. Pode não apresentar sorriso social e contato visual; ⠀

6. Tem dificuldades na atenção compartilhada (compartilhar o foco atencional com outra pessoa); ⠀

7. Não levanta os braços para ser pego no colo;⠀

8. Apresenta choro intenso ou indiferenciado para indicar fome, sono ou dor ou chora muito pouco “bebê calmo”; ⠀

9. Pode exibir atrasos nos marcos do desenvolvimento motor e da linguagem;⠀

10. Tem pouco interesse em explorar brinquedos ou o ambiente.⠀

Você percebe esses sinais em seu bebê? Procure um neuropediatra, pois é necessário uma avaliação. ⠀

📌Texto por Sarah Cassimiro Marques.⠀⠀

#incantatopsicologia #incantato #psicologia #neuropsicologia #tea #autismo #bebê #criança #pais #sinaisprecoces

Photo by Sharon McCutcheon on Unsplash

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Como sair do Burnout

Falar de burnout parece coisa batida, mas é preciso reforçar a linha tênue entre o stress vantajoso e o que se torna tóxico. A realidade

Leia mais »